anuncie-728X904
banner_728x90
anuncie-728X904
banner_728x90

Câmera de casa flagra mulher sendo morta a facadas em Anápolis, GO Destaque

Publicado em Segurança Escrito por  Agosto 21 2015 tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte Mídia
Avalie este item
(0 votos)

Anápolis, a 55 km de Goiânia (veja vídeo). Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito de cometer o crime é o ex-namorado da vítima, que não teria aceitado o fim do relacionamento.

O crime ocorreu na terça-feira (18). De acordo com o delegado Cleiton de Araújo, responsável pelo caso, Gerlândia estava em uma moto e foi abordada pelo suspeito quando ia buscar as duas filhas gêmeas, de 7 anos, na escola. O ex, que também estava em uma moto, fechou a vítima e a fez descer do veículo.

Nas imagens, é possível ver a auxiliar tentando correr. Porém, ele consegue segurá-la e jogá-la no chão. Em seguida, ele desfere 11 facadas nela. Após deixar o objeto cravado nas costas da mulher, ele foge.
Gerlândia consegue se manter alguns segundos sentada, mas em seguida cai no asfalto. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.
"Você vê a frieza que ele agiu, não possibilitou a defesa dela e ainda agiu com requintes de crueldade", disse o delegado. Ele afirmou que já pediu a prisão preventiva do suspeito e aguarda definição do judiciário.

A polícia confirmou ao G1 às 20h30 que o suspeito estava prestando depoimento na delegacia. Porém, não foi informado se ele havia se entregado ou sido preso. A corporação explicou que só iria repassar informações sobre essa questão após ouvir o homem.
Histórico de violência
De acordo com a polícia, Gerlândia e o suspeito namoraram por 8 meses. Indagado, ele nunca aceitou o rompimento. Tanto que ela chegou a registrar um Boletim de Ocorrência, no último domingo (16), contra o ex-namorado por ameaças. "Ele disse que era para ela se despedir das filhas delas", afirmou o delegado.
Depois de ter procurado a polícia, ela chegou a postar em uma rede social uma mensagem de agradecimento. "Fui na delegacia, registrei ocorrência, pois fui ameaçada até de morte", disse a mulher no dia.
Além disso, Araújo revelou que há cerca de dois anos, o suspeito também havia feito ameaças contra um ex-chefe. Na ocasião, o fato também foi registrado na polícia.

crime 1Gerlândia agradeceu apoio após registrar ocorrência contra ex (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fonte: G1 Goiás

Lido 22228 vezes